terça-feira, 13 de dezembro de 2011

RUGAS DO TEMPO



…Quantos anos de palavras
Foram lidas nas rugas do tempo
Por entre fumo ao vento
No branquear de cabelos

Perderam-se como por magia
Envoltos em roupas velhas
Em invernos de tristeza
Outonos de solidão…

Sem comentários:

Enviar um comentário