sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

RECORDANDO...



Como o tempo passa
Sem darmos conta de tal
Apenas uma saudade no peito
Uma dor, um aperto

Queria voltar a sentir
O cheiro da terra molhada

Sentir a brisa do mar
Bem perto de palmeiras
Deleitando-me com o sol-pôr
Ao olhar o horizonte

Com minhas mãos segurar
Um pouco dessa terra amada
Que um dia deixei para trás
Reencontrar “velhos” amigos
E outros…
…Encontrarei um dia

Vou abafando as saudades
Nas minhas recordações
Rolam às vezes lágrimas
De dor e nostalgia

Sem comentários:

Enviar um comentário

SOU ASSIM