domingo, 11 de dezembro de 2011

BALANÇO DE PÉTALAS



Balanço nos ventos
Uma esperança incontida
No perfume das rosas
Almejada em sonhos
Trazida em rios de alegria

Meus cabelos esvoaçam
Gritando ao mundo
Palavras que a alma sente
Atiradas em ramos de pétalas

Quero girar como a terra
Neste baloiçar de aves perdidas
Até às profundezas do mar…

Sem comentários:

Enviar um comentário