segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O PERDÃO



O meu perdão
Por sentimentos contidos, calados
Bem fundo do peito

O meu perdão
Pelas dores e angústias
Manchadas na alma

O meu perdão
Por palavras não ditas
Estranguladas no meu coração

O meu perdão
Por me levantar depois de cair
Mesmo faltando forças para prosseguir

O meu perdão
De lágrimas incontidas que turvam o olhar
Que ardem e corroem como fel

Perdão
Ao meu corpo cansado
Que tenha um sorriso e um pouco de Paz

1 comentário: