segunda-feira, 26 de setembro de 2011

AMANHECER


Acordo
Chove lá fora
Leve aragem
Percorre meu corpo nu

Música
Vinda do meu ser
Extravasa
Se encaixa
Na perfeição
Em espírito e corpo

Sons deleitosos
Despertam
Sensações deliciosas
Desafinando
Com o dia cinzento
Lá fora …

Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil

1 comentário:

  1. EM CONTEMPLAÇÃO DESTES DOIS CORPOS NUS QUE SE INTERAGES SOBE O CAIR DA CHUVA LA FORA EU OUÇO VIOLINOS EM ACORDES DE MELODIAS DE AMOR LENDO TÃO MAGNÍFICO POEMA CITANDO OS VERSOS COM GOSTOS E SABORES DE QUERER SEMPRE MAIS E MAIS TE TER PARA TAL MOMENTOS DE PRAZER...

    ResponderEliminar

SOU MULHER E MISTÉRIO