quarta-feira, 14 de setembro de 2011

PARA LÁ DO TEMPO


Voa
Minha alma
Desfaz-te
Em mil pedaços
Atenua
Confusões
De desalento

Espírito meu
Procura outras zonas
Para lá do tempo
Em ventos suaves
Brandos

Quero sentir
Leveza de voar
Como pétalas
De rosa desfolhada
Ao vento ….

Sem comentários:

Enviar um comentário

RENDER-ME AO CASTIGO