domingo, 18 de setembro de 2011

VÉU DE OCULTAR


Desiste
Tira
Teu véu
Que te encobre
Entre trilhos da vida

Desnuda-te
Sobre ti
Defronta a Existência
Além do espírito
Numa época
Falsa de devaneios

Exibe teu rosto
Transparente
Sem logro
Mostrando
Alma ditosa
De paixão ….


(Poema publicado no Jornal O REBATE de Macaé - Brasil )

1 comentário:

RENDER-ME AO CASTIGO