quarta-feira, 21 de setembro de 2011

ESPINHOS


Voem
Aves agoirentas
Dos espinhos
Cravados na minha alma

Raios
Rasgaram os céus
Negro
Sombreia o dia
Rosa
Meu corpo dilacerando

Ventos
Em tempestades
Mostrem minha dor
Apertada contra o peito
No meu abraço nu …

(Poema editado no Jornal O REBATE de Macaé – Brasil)

1 comentário:

  1. MUITO LINDO, INTENSO E MONEGASCO MENINA PORTO, PARABÉNS E APLAUSOS MIL...

    ResponderEliminar

UTANHA WÁTUA!

Singela homenagem a Carlos Gouveia (Goia),conhecido poeta Angolano Benguelense Retirado do seu livro com Edição CONVIVIUM BENGUELA 1972 ...