terça-feira, 6 de setembro de 2011

DOCE ENLEIO


Leves sussurros
Carícias
Desejos
Mãos que afagam
Num querer

Olhar que fala
Coração que sente
Extrapolar
Sensações múltiplas

Bater forte
Arrepio doce
Entre corpos
Que se encaixam
No enleio da paixão

Mãos saboreiam
Sentimentos
Roçar odores
D’encantamento
O mundo encerra
Neste enredo ….

1 comentário:

  1. Casamento perfeito da imagem com o poema.Parabéns.Seguindo.Bjkssss

    ResponderEliminar

RENDER-ME AO CASTIGO